Como correr com seu cachorro

Correr é um exercício saudável para você e seu cachorro. No entanto é necessário tomar alguns cuidados.

como correr com seu cachorro
 
Correr com seu cachorro
 

Fazer regularmente uma longa caminhada, praticar jogging/cooper ou uma boa corrida ao ar livre acompanhado do seu amigão faz bem não só para a saúde de ambos, mas também levanta o teu astral e melhora o comportamento dele

 

A atividade física faz muito pelo seu cachorro

 

   fortalece a musculatura

  aumenta a capacidade cardiorrespiratória

 controla o peso

  diminui o risco de doenças

  elimina praticamente todos os comportamentos indesejados como: destruir coisas, chorar/latir demais, se lamber compulsivamente, ansiedade e agressividade com outras pessoas ou cães.

 

Enfim é um "santo remédio". Não é a toa que nós adestradores sempre dizemos a frase "Cachorro cansado é feliz". Se os donos entendessem e incorporassem essa ideia perceberiam como é simples "ter o cachorro dos seus sonhos".

 

Qualquer cachorro saudável pode fazer uma longa caminhada, mas para praticar jogging/cooper ou corrida é necessário prestar atenção em alguns itens:

 

- estrutura óssea consolidada - ou seja, o cachorro não pode ser filhote, já deve ter parado de crescer há algum tempo. Em termos gerais isto ocorre com 18 meses, mas depende do porte. Cães pequenos amadurecem mais rápido enquanto os de porte extra grande podem demorar até 24 meses.

 

- porte e raça - normalmente os cães de porte médio/grande com +/- 20 kg a 35 kg são ótimos para acompanhá-lo em uma corrida. Se o seu amigão for de raça verifique a origem de sua criação. Se a raça for de caça, corrida, puxar trenó, pastoreio, farejador ou acompanhante de corrida de carruagem/cavalo, muito provavelmente se tornará um excelente companheiro de corrida (as raças de trabalho e caça, em geral, correm melhor longas distâncias).

Porém, se a origem dele for de cão de companhia, cão de guarda ou de raça de pernas curtas como o Dachshund e Corgi ou de focinho curto como o Pug e Bulldog, que tem dificuldade para respirar, é melhor abandonar a ideia e apenas passear com eles. É óbvio que os cães minis/pequenos, devido ao seu tamanho, não conseguem aguentar o pique das passadas largas do dono correndo, exceção feita aos Jack Russel e Galgo italiano para distâncias curtas.

Também não recomendo correr com cães de porte extra grande como o São Bernardo, Mastim ou Dog Alemão, pois o peso e o impacto da corrida pode prejudicar as articulações.

 

Algumas raças boas para correr são:

 

 

- consulte o veterinário - é fundamental verificar o estado de saúde do seu amigão da mesma maneira como nós humanos precisamos de uma avaliação antes de iniciarmos qualquer atividade física. Se o seu cão está gorducho é melhor submetê-lo a uma dieta e aumentar a atividade física com caminhadas estruturadas antes de transformá-lo em um corredor.

 

- personalidade - algumas vezes você pode se deparar com um cachorro que, apesar de pertencer a uma raça talhada para corrida, simplesmente não gostar de correr. você irá perceber claramente pelo comportamento dele que não está a fim por mais que se esforce.

 

Antes de começar a correr é importante que o seu amigão saiba andar de maneira adequada com você, pois eles adoram árvores, postes, pombos, gatos, outros cães, etc...e num piscar de olhos ou você leva um tranco daqueles ou vai acabar correndo atrás do seu peludo.

 

Como iniciar o jogging/cooper ou a corrida

 

Treino

 

  Vá devagar. Comece com longas caminhadas de +/- 800 m um dia sim outro não.

  Depois de uma semana ou mais intercale a caminhada com alguns períodos de corrida

  Aos poucos diminua o tempo de caminhada e aumente gradativamente a corrida. Proceda dessa maneira por uma ou duas semanas até que consiga correr o tempo todo, sempre respeitando a mesma distância.

  Agora você já pode acrescentar velocidade ou aumentar a distância. Incremente só 10% a cada semana.

  Dê uma folga para cada dia de corrida. Caso seu cachorro seja do tipo que se distrai facilmente durante o exercício recompense-o com um petisco toda vez que ele voltar a focar novamente e continue correndo

 

Aonde correr

 

  Quando for possível corra em superfícies macias como um gramado, terra ou areia firme.

  Se for correr na rua procure lugares sem movimento, pois a cabeça e o nariz do seu cachorro ficam na altura do escapamento dos carros.

 

Atenção com o calor

 

 Escolha sempre um horário mais fresco como até as 9h da manhã ou fim de tarde, principalmente no verão. A noite não esqueça de equipar seu peludo com uma Medalha Iluminada de Identificação.

  Enquanto o ser humano diminui a temperatura corpórea através do suor, os cachorros só conseguem regulá-la através da boca e algumas poucas glândulas sudoríparas nas patas.

  Humidade e pelos longos e/ou escuros requerem ainda mais cuidados.

 

Alimentação

 

  É necessário um intervalo de +/- 2h antes ou depois da refeição do seu peludo para evitar a "torção gástrica"

  Você também deve parar a cada 15 ou 20 minutos de corrida para oferecer água fresca ao seu amigão. Não o deixe beber avidamente, tudo de uma vez, pois ele pode ter uma contração e vomitar. Ofereça pequenos goles no começo para iniciar o processo de "resfriamento"

 

Entenda os sinais

 

  Durante o jogging ou corrida seu cachorro pode dar sinais de que já está cansado, de que não quer mais correr ou que precisa fazer suas necessidades. Ele começa diminuindo o ritmo com o rabo e as orelhas caídas, língua para fora, muito ofegante e vai ficando para trás até tentar parar se jogando ou se arrastando no chão. Ele pode ainda procurar sombras tentando, por exemplo, se manter debaixo de uma árvore. Se notar algum desses sinais é hora de parar e descansar

 

Depois do exercício

 

  A maioria dos cachorros é capaz de correr até a exaustão só para ficar perto do dono. Para piorar ainda mais a situação tem cães que, mesmo com as almofadas das patas em carne viva, continuam correndo. Cuidado, alguns peludos não tem noção e ultrapassam todos os limites.

  Sempre que voltar do treino cheque as unhas e as patas do seu amigão. Se estiverem esfoladas, cortadas, com bolhas ou sangrando é preciso cuidar delas e colocar seu corredor de molho. Além da cicatrização demorar mais tempo nessa região a pele fica mais sensível e dolorida.

 

 

O entusiasmo de um cachorro ao ar livre é contagiante. quando você vir seu amigão correr com o vento na cara, língua de fora e o olhar de alegria desenfreada sentirá uma vontade incontrolável de se juntar a ele. Faça do jogging ou corrida uma atividade prazerosa para ambos.

 

Boa diversão!

 


Copyright Cristina Agostini - 2013
Este texto é protegido pela lei de direitos autorais.
É permitida a sua reprodução sem alterações,
incluindo o meu nome e o link da Dogsnet.

Cristina Agostini - Adestradora
Dogsnet - Produtos legais prá cachorro!
www.dogsnet.com.br

 
 
Mais Matérias

Conheça nosso
canal no Youtube!

Curtiu? Veja mais:
Adestramento e Comportamento

Divertidos e Curiosidades

Amar é cuidar bem!



Receba dicas no seu e-mail para cuidar ainda melhor do seu amigo.