Treine o “clic”

Com o clicker os cachorros aprendem mais rápido. 

Mas é preciso treinar um pouco antes de usá-lo, para acertar o momento exato de "clicar".

Adestramento com clcicker - Treine o clic

 

Adestramento – Treine o “clic”

 

 

Karen Pryor descreve o clique como tirar uma foto do comportamento que você deseja que o cão aprenda. Você aperta o botão da câmera naquele exato segundo e o clique significa “você fez alguma coisa, foi a coisa certa e agora você vai receber um prêmio por isso”.

 

O processo de adestramento com clicker implica em algumas habilidades físicas, - manter suas mãos e corpo estáticos enquanto observa o cachorro, marcar o comportamento com um “clique” e entregar a recompensa (reforço positivo) para o peludo.

Essas habilidades, mais alguns outros elementos são conhecidos como  “habilidades mecânicas do clicker” ou simplesmente “mecânica do clicker”.

Os outros elementos incluem; saber o comportamento que deseja clicar, observar o cachorro até que ele apresente o comportamento que deseja marcar e saber quando clicar (timing).

 

Parece ser um monte de coisas para aprender, mas essas habilidades na verdade se sobrepõem. Por exemplo, uma vez que tenha desenvolvido sua habilidade de observação, você saberá a hora certa de clicar – isto acontece naturalmente.

Ao treinar seu corpo a ficar estático durante a sessão de adestramento, você rapidamente se tornará habilidoso em entregar a recompensa como uma ação separada do ato de clicar – clique e depois recompense. As ações de clicar e dar a recompensa são seqüenciais e não se sobrepõem.

 

No começo somos um pouco desengonçados e o “timing” não é muito correto. Normalmente tentamos pegar a recompensa ao mesmo tempo em que clicamos. Mas com a prática nossas habilidades vão melhorando e começamos a nos sentir mais seguros e relaxados.

 

O legal da mecânica do clicker é que fica cada vez melhor praticando, seja você um iniciante ou tenha anos de experiência.

 

Porque a mecânica do clicker é tão importante.

 

Desenvolver a mecânica do clicker é muito importante porque o clique marca o comportamento informando ao cachorro – “isso, este é o comportamento”. A recompensa vem depois do clique.

O cachorro rapidamente aprende que aquilo que está fazendo, quando escuta o clique, será recompensado. Além do mais quando o seu “timing” estiver correto você será capaz de clicar o momento exato e o cachorro saberá, com precisão, qual comportamento deverá repetir para ganhar outro clique e recompensa. Praticando a mecânica do clicker você conseguirá informar com clareza ao seu peludo o que deseja que ele faça.

 

Treinando a mecânica do clicker

 

O objetivo deste treinamento é o de permitir que você se sinta confortável com a mecânica para depois passar ao adestramento com segurança. Portanto não poderá ser feito na presença do seu cachorro, pois:

- se o seu cachorro já conhece o clicker ele irá esperar pela recompensa depois de ouvir o clique

- se ele ainda não conhece é melhor começar a adestrar quando você já estiver craque em clicar e depois dar a recompensa.

 

1º passo – Pratique clicar o clicker

 

Comece simplesmente clicando. Troque de mão e clique mais um pouco. Mude a posição do clicker na sua mão e clique mais um pouco. Como você se sente? Para a maioria das pessoas é mais confortável clicar com a mão destra, mas com a prática fica fácil clicar com as duas mãos.

 

2º passo – Postura do corpo

 

Manter-se imóvel durante o adestramento é uma das habilidades da mecânica do clicker

A entrega da recompensa (por exemplo, um pedacinho de petisco) é uma ação distinta, separada do ato de clicar.

Porque isso é tão importante? Imagine-se treinando seu peludo. Se você clicar no mesmo instante que está movendo sua mão para entregar o petisco no que acha que seu cachorro vai prestar atenção, no som do clique ou no movimento da mão (e cheiro) do petisco? Na maioria das vezes o movimento da mão com petisco será o foco do cachorro. O som do clique – e a informação que intenciona passar com o clique - será diluída ou completamente bloqueada.

 

Para praticar a manter o corpo imóvel repita o 1º passo, mas dessa vez mantenha suas mãos “coladas” nas laterais do corpo ou cruzadas no seu colo. Principalmente a mão que está clicando deve permanecer imóvel. Algumas vezes temos o instinto natural de apontar o clicker em direção ao cachorro ou então fazer algum movimento para enfatizar “estou clicando”, porém este movimento não é necessário e pode distrair o cachorro.

 

3º passo – Pratique clicando um comportamento específico

 

Nesta etapa você vai usar um velho amigo seu, a televisão. Tente clicar cada vez que um ator virar a cabeça ou quando a câmera mudar de ângulo. Se estiver vendo um noticiário que normalmente trabalha com “close ups” clique cada vez que o apresentador piscar.

 

Depois de praticar um pouco pare e avalie. Como se sente? Lembrou-se de ficar com as mãos e o corpo imóvel? No começo pode ser difícil, mas ficará cada vez mais fácil se continuar praticando.

 

A essa altura você já terá começado a desenvolver a habilidade de observação. Essa habilidade te ajudará a saber o momento exato de clicar quando estiver adestrando seu cachorro num comportamento específico.

 

4º passo – Pratique entregar a recompensa

 

Ao iniciar o adestramento de um comportamento com o cachorro normalmente utiliza-se um petisco que ele goste de verdade. Escolha algo que possa ser dividido em pedaços pequenos, bem cheiroso e seja rápido de mastigar e engolir. O objetivo é que ele consiga comer rapidamente e esteja pronto a começar de novo.

 

Como você ainda está praticando sem o cachorro, vai precisar de 10 grãos (de feijão, por exemplo) e uma tigelinha. Segure-os todos na mão.

Considere a entrega dos 10 grãos como uma sessão de treinamento. Comece essa sessão com as mãos nas laterais do corpo ou cruzadas no seu colo e coloque um grão na tigelinha. Volte a posição inicial e coloque outro grão na tigelinha. Complete a sessão colocando os 10 grãos, um da cada vez na tigelinha. Repita este procedimento várias vezes.

Tente fazer a mesma coisa com a outra mão, isso requer um pouco mais de prática.

Quando já estiver craque pegue o clicker para seguir para o próximo passo.

 

5º passo – Colocando tudo junto

 

Agora você vai precisar do clicker, de 20 grãos e da tigelinha.

 


 

Você também usará este vídeo ao lado que mostra a Mel sentando, deitando e ficando em pé.

O vídeo não tem som para você não ouvir os comandos.

O treino é o seguinte;

Fique de pé com as mãos nas laterais do corpo ou cruzadas no seu colo.

Posicione o clicker na mão e os grãos.

Escolha um comportamento, como sentar.

No momento que a Mel sentar você clica e em seguida coloca um grão na tigelinha.

Repita o processo toda vez que a Mel sentar.

Não se preocupe se não conseguir clicar todas as vezes que a Mel sentar. É só repetir o vídeo tantas vezes quantas quiser.

Conte quantos grãos conseguiu colocar na tigela em cada sessão para verificar seu progresso.

Está conseguindo clicar mais vezes a cada sessão?

Quando conseguir clicar todas as vezes que a Mel sentar (são 18 vezes no total) olhe o vídeo novamente e comece a clicar quando ela deita. Depois clique toda vez que a Mel ficar em pé.

 

Quando tiver completado todos os exercícios e achar que já desenvolveu todas as habilidades necessárias à mecânica do clicker você poderá começar a adestrar o seu peludo.

 

Para isso veja a matéria: Como adestrar com o clicker

 

Se quiser saber a base científica do uso do clicker leia:

- Como os cães aprendem

- Reforço e Punição

- História do clicker

 

 

 

Copyright Cristina Agostini - 2012

Este texto é protegido pela lei de direitos autorais.
É permitida a sua reprodução sem alterações,
desde que incluídos os créditos a seguir:

Cristina Agostini - Adestradora
Dogsnet - Produtos legais prá cachorro!
www.dogsnet.com.br

 

Mais Matérias

Conheça nosso
canal no Youtube!

Curtiu? Veja mais:
Adestramento e Comportamento

Divertidos e Curiosidades

Amar é cuidar bem!



Receba dicas no seu e-mail para cuidar ainda melhor do seu amigo.